Escolha uma Página

Para o que serve o Design Thinking?

por | 28/05/2020

Design Thinking é uma metodologia de inovação bastante eficaz quando a intenção da empresa é criar soluções criativas e inovadoras para os seus problemas.

O “pai”do método se chama Tim Brown, CEO da IDEO, famosa e conceituada empresa de inovação . O método se tornou popular com a publicação da obra “Design Thinking – Uma metodologia poderosa para decretar o fim das velhas ideias” que expandiu seu uso e proporcionou um boom de criatividade e inovação em empresas de todos os portes.

Ele mesmo de forma bastante clara explica as fases do design thinking em seu livro:

  • Inspiração – o problema ou oportunidade que motiva a busca por soluções
  • Idealização – o processo de gerar, desenvolver e testar idéias
  • Implementação – o caminho que vai do estúdio de design ao mercado

Mais interessante ainda é quando Tim Brown se refere a importantes elementos para a construção de uma solução:

  • praticabilidade – o que é funcionalmente possível num futuro próximo
  • viabilidade – o que provavelmente se tornará parte de um modelo de negócio sustentável
  • desejabilidade – o que faz sentido para as pessoas

E o que mais encanta no uso dessa ferramenta é que ela pode trazer resultados rápidos e de baixo custo.

Outro aspecto muito relevante durante os processo de design thinking é a abordagem da empatia. Palavra da moda porque é muito relevante hoje para os negócios e conexão com os clientes. Empatia gera muito valor.

“Construimos essas pontes de insight por meio da empatia, a tentativa de ver o mundo através dos olhos dos outros, de compreender o mundo por meio de experiências alheias e de sentir o mundo por suas emoções “. ( Tim Brown )

Parece tudo muito complexo mas faz muito sentido quando se pretende entender o cliente e suas necessidades ou ganhar novos mercados através de novos produtos ou serviços e ainda criar soluções para problemas reais e criativas.

Além disso, um dos destaques da pratica é a prototipagem. A construção de protótipos são necessários para validar suas idéias de forma rápida e pouco custosa. Antes se investia muito dinheiro em consultorias e projetos para desenvolver soluções que ao final não era viáveis ou que demoram tanto tempo para ficar prontas que perderam seu sentido e uso.

Através de um protótipo bem elaborado é possível testar junto ao seu público ou empresa se de fato aquele é o melhor caminho a seguir e se ele de fato agrada aos usuários ou clientes. Se a validação for positiva a empresa tem sinal verde para investir em melhorias e aperfeiçoamentos . Isso é pura economia e agilidade.

Deixo o convite para você conhecer e aplicar o método na sua empresa.

Regina Pedroso

Compartilhe isso: